Auto-aceitação pode ser a chave para uma vida feliz

Como posso encontrar felicidade? É uma pergunta que todos nós nos perguntamos.

Não é segredo que algumas pessoas são melhores em ser felizes do que outras. Mas como? É genética? Mentalidade? Ou circunstâncias?

Um estudo de 2014 nos fornece uma resposta interessante. A caridade Action for Happiness entrevistou 5.000 pessoas e pediu-lhes que se classificassem entre 1 e 10 em dez hábitos identificados nas últimas pesquisas científicas como sendo a chave para a felicidade. Eles também pediram que avaliassem sua satisfação geral com a vida.

Então, quais hábitos se correlacionaram com a maioria das pessoas que tiveram maior satisfação com a vida? De acordo com a pesquisa, a aceitação foi considerada o hábito que a prediz mais fortemente.

Ainda assim, surpreendentemente, a aceitação também era o hábito que as pessoas menos praticavam.

Ao responder à pergunta de aceitação, 'Com que frequência você é gentil consigo mesmo e pensa que está bem do jeito que está?' A avaliação média foi de apenas 5,56 em 10. Apenas 5% das pessoas colocaram-se em 10 no hábito de aceitação. Esses participantes também foram os mais felizes.

O segundo hábito mais preditivo era tratar nossos corpos com atividades físicas regulares.

Embora esses sejam os dois hábitos mais preditivos da felicidade humana, todos os hábitos também foram estatisticamente significativos como um fator na felicidade humana:

Esses hábitos eram:

Dar: fazer coisas para os outros
Relacionando-se: conecte-se com as pessoas
Exercícios: cuide do seu corpo
Apreciando: observe o mundo ao redor
Experimentando: continue aprendendo coisas novas
Direção: tenho metas pelas quais ansiar
Resiliência: encontre maneiras de se recuperar
Emoção: faça uma abordagem positiva
Aceitação: sinta-se confortável com quem você é
Quer dizer: faça parte de algo maior

Então, como você pratica a aceitação?

Aceitação tem tudo a ver com estar em paz com quem você é e com o que você faz na vida. É sobre valorizar seus pontos fortes e estar confortável com seus pontos fracos.

Aqui estão quatro ações que você pode realizar para ser mais receptivo:

- Mostre compaixão por si mesmo.

- Quando você cometer erros, veja isso como uma oportunidade de crescimento. Entenda seus pontos fortes e lembre-se deles.

- Pergunte às pessoas próximas quais são seus pontos fortes e o que elas gostam em você.

- Passe um tempo sozinho e conheça seu corpo e como você está se sentindo. Tente estar em paz com quem você é.

O diretor do estudo também ofereceu algumas palavras sábias de sabedoria:

“Nossa sociedade coloca uma enorme pressão sobre nós para termos sucesso e nos compararmos constantemente com os outros. Isso causa muita infelicidade e ansiedade. Essas descobertas nos lembram que, se aprendermos a nos aceitar mais como realmente somos, provavelmente seremos muito mais felizes. Os resultados também nos confirmam que nossos hábitos do dia-a-dia têm um impacto muito maior em nossa felicidade do que podemos imaginar. ”